Como identificar o crime de lavagem de dinheiro em grandes corporações?

Saiba quais são as principais dificuldades e desafios para a identificação do crime de lavagem de dinheiro nas operações financeiras de grandes corporações

Disponibilizado em 10/01/2019


Série Grandes corporações: 01 - Dificuldades na identificação de situações suspeitas

 

Por: Airton Areias, Alexandre Botelho e Horciliano Marques

Desenvolver um trabalho eficaz para o monitoramento e a identificação de operações e situações atípicas ou suspeitas nas grandes corporações é um complexo desafio, por diversos fatores.

Um deles, é o fato de que um grupo empresarial de grande porte, eventualmente envolvido com a lavagem de dinheiro, não deixará de realizar as suas atividades lícitas, o que acaba propiciando a “mescla” dos valores auferidos em atividades lícitas com recursos de origem ilícita, os quais acabam sendo “misturados”, dificultando sobremaneira a identificação de suspeitas de irregularidades.

Ipld_Corporacoes

Além disso, essas empresas normalmente possuem estruturas societárias ou acionárias robustas e sofisticadas, podendo inclusive constituírem holdings que abrangerão as empresas coligadas, inclusive, em alguns casos, com ramificações em negócios internacionais.

Tais circunstâncias acabam por facilitar o crime de lavagem de dinheiro, pois propiciam a ocultação de valores originários de práticas ilícitas, principalmente nas situações em que a gestão financeira do grupo empresarial é realizada de forma centralizada.

 

Conheça os Autores

Autor

Airton Areias

Graduado em Administração de Empresas e pós-graduado em Administração Financeira. Atua há mais de 30 anos no mercado financeiro, tendo trabalhado nas áreas de Câmbio, Auditoria Interna e Prevenção à Lavagem de Dinheiro, além de ser certificado pela ACAMS, desde 2008. No IPLD, é membro da Comissão de Certificação.

 

Autor

Alexandre Botelho

Bacharel em Administração de Empresas, com pós-graduação em Finanças, especialização em Banking e MBA em Gestão Financeira e Risco. Possui mais de 20 anos de experiência em instituições de grande porte do setor financeiro.

 

Autor

Horciliano Marques

Superintendente de prevenção à lavagem de dinheiro em uma instituição financeira de grande porte, possui mais de 20 anos de atuação no mercado financeiro e é membro certificado da ACAMS - Association of Certified Anti-Money Laundering Specialist</em > (Associação de Especialistas Certificados em Antilavagem de Dinheiro).