Como identificar o crime de lavagem de dinheiro em grandes corporações?

Saiba quais são as principais dificuldades e desafios para a identificação do crime de lavagem de dinheiro nas operações financeiras de grandes corporações

Disponibilizado em 10/01/2019


Série Grandes corporações: 03 - Sistemas informatizados para detectar movimentações financeiras atípicas

 

Por: Airton Areias, Alexandre Botelho e Horciliano Marques

Além das ações de CDD, há que se implementar sistemas informatizados capazes de monitorar e selecionar movimentações financeiras atípicas ou suspeitas, tais como:

ipld_grandes_corporacoes

 

Alta concentração de movimentações de recursos em espécie por empresas ou grupos empresariais que não possuem esta característica;

Liquidação de operações de crédito ou financiamento antes dos prazos inicialmente pactuados;

Cancelamento de antecipado de apólices de seguro que envolvam prêmios de valores elevados;

Recebimento e/ou remessa de recursos de ou para o exterior com grande frequência, sem que haja justificativa razoável e que envolvam valores expressivos;

Realização de negócios com PEPs ou contrapartes associadas a atividades ilícitas;

Realização de negócios com contrapartes que sejam residentes ou estejam domiciliadas em paraísos fiscais ou países considerados não cooperantes pelo GAFI;

Realização de negócios com contrapartes que sejam residentes ou estejam domiciliadas em países onde é constatada a prática contumaz dos crimes de contrabando, falsificação e pirataria de produtos ou tráfico de drogas, armas e munições e seres humanos; e

Frequência, razoabilidade e valores das operações de câmbio comercial, quando aplicável.

 

 

Conheça os Autores

Autor

Airton Areias

Graduado em Administração de Empresas e pós-graduado em Administração Financeira. Atua há mais de 30 anos no mercado financeiro, tendo trabalhado nas áreas de Câmbio, Auditoria Interna e Prevenção à Lavagem de Dinheiro, além de ser certificado pela ACAMS, desde 2008. No IPLD, é membro da Comissão de Certificação.

 

Autor

Alexandre Botelho

Bacharel em Administração de Empresas, com pós-graduação em Finanças, especialização em Banking e MBA em Gestão Financeira e Risco. Possui mais de 20 anos de experiência em instituições de grande porte do setor financeiro.

 

Autor

Horciliano Marques

Superintendente de prevenção à lavagem de dinheiro em uma instituição financeira de grande porte, possui mais de 20 anos de atuação no mercado financeiro e é membro certificado da ACAMS - Association of Certified Anti-Money Laundering Specialist</em > (Associação de Especialistas Certificados em Antilavagem de Dinheiro).